top of page

III Domingo do Advento





Chegamos ao terceiro domingo deste tempo de Advento e a nossa figura inspiradora é Johnson Semedo que tem na sua vida um verdadeira mudança.



 




Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Apareceu um homem enviado por Deus, chamado João. Veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. Foi este o testemunho de João, quando os judeus lhe enviaram, de Jerusalém, sacerdotes e levitas, para lhe perguntarem: «Quem és tu?». Ele confessou a verdade e não negou; ele confessou: «Eu não sou o Messias». Eles perguntaram-lhe: «Então, quem és tu? És Elias?». «Não sou», respondeu ele. «És o Profeta?». Ele respondeu: «Não». Disseram-lhe então: «Quem és tu? Para podermos dar uma resposta àqueles que nos enviaram, que dizes de ti mesmo?». Ele declarou: «Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Endireitai o caminho do Senhor’, como disse o profeta Isaías». Entre os enviados havia fariseus que lhe perguntaram: «Então, porque baptizas, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?». João respondeu-lhes: «Eu baptizo na água, mas no meio de vós está Alguém que não conheceis: Aquele que vem depois de mim, a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias». Tudo isto se passou em Betânia, além do Jordão, onde João estava a baptizar.



 




Eu sou Johnson Semedo, nasci em Cabo Verde, em 1980. Desde bastante cedo fui cativado pela mensagem de amor e compaixão de Jesus Cristo. Foi na minha juventude que me dediquei ao estudo das Escrituras e à prática da caridade na minha comunidade. Este foi o verdadeiro alicerce da minha vocação cristã. No entanto, a minha jornada não foi isenta de desafios. Em momentos de incerteza, a fé foi, sem dúvida, o meu farol que iluminou o meu caminho, especialmente, depois de passar pela prisão. Amadureci e, na mudança espiritual que sofri, decidi dedicar-me aos outros, procurando amar o próximo e fazer a diferença no mundo, especialmente na vida de jovens de bairros carenciados. Assim, a fé, para mim, é uma chamada à ação, à compaixão e ao serviço aos outros. Acredito que a fé se manifesta não apenas em palavras, mas em ações concretas de amor ao próximo.



 

Quem muda Deus ajuda – diz o nosso ditado popular. Já pensaste o que pode ou deve mudar na tua vida? Para o natal para além dos presentes também podemos pedir mudança. Escreve o que achas que é preciso mudar na tua vida já neste natal.

117 visualizações
bottom of page