cabeçalho_boletim_Paroquial_2020-04.pn
cabeçalho_boletim_Paroquial_2020-03.pn

Igreja Nova

Boletim Paroquial de Fafe

Para conhecer...

No dia de 1 de Novembro de 1950, solenidade de Todos os Santos, a Igreja Católica definia o dogma da Assunção de Nossa Senhora ao Céu, por meio da Constituição Apostólica assinada pelo Papa Pio XII. Um dia de profunda alegria em todo o mundo católico.

Nesse mesmo dia, em Fafe a alegria era ainda mais ampla, pois publicava-se pela primeira vez o Boletim Paroquial Igreja Nova, pela mão do P. Manuel Domingues Basto (Santa Cruz). 

Desde a fundação até hoje não mais deixou de se publicar e distribuir, com a excepção de curtos tempos de férias. É, pois, motivo de profunda alegria, sobretudo para quem o assina e recebe semanalmente, mas também para aqueles que, desde a fundação e ao longo das décadas, realizam a nobre e altruísta missão de distribuidores, fazendo-o chegar à casa dos paroquianos.

Eu não conheço, por onde já passei e andei, um boletim paroquial com tal duração e longevidade.

Por agora basta-nos a certeza de que o Boletim Paroquial de Fafe continua a ser uma mais-valia pastoral, promotor de comunhão, mesmo nestes tempos em que a evolução e invenção tecnológica e comunicacional é abundante e diversificada. A valorização da proximidade e da vizinhança, a relação pessoal, o face a face, a familiaridade que elimina qualquer isolamento e individualismo, são méritos mais que suficientes para prosseguirmos, hoje, esta obra de autêntico apostolado que atinge tão admirável longevidade. 

Somos herdeiros de um grande bem. Somos todos responsáveis por continuar a fazer do Igreja Nova uma referência incontornável das publicações de cariz paroquial a nível local, regional e nacional.