Patrimonio Paroquial

Enquanto Paróquia de Santa Eulália de Fafe estamos dotados de um conjunto significativo de espaços de culto espalhados pela geografia paroquial. A somar a isto, há outros espaços destinados à ação pastoral, catequética e de evangelização que são imprescindíveis para a prossecução da nossa missão pastoral.

Todos os espaços nos merecem o zelo e a atenção dentro das possibilidades. Alguns

deles, por motivos vários, também nos merecem preocupação, dadas as suas condições de deterioração, como a Residência Paroquial, que está desabitada desde Novembro de

2012, em virtude das más condições de habitabilidade que o passar do tempo

propiciou.

Numa Paróquia com o património mobiliário de que dispomos é essencial a sua manutenção. Isto representa uma carga financeira acrescida, uma vez que, vários deles, estão necessitados de intervenções várias, umas mais leves, outras nem tanto. Mas não é possível fazer tudo ao mesmo tempo e a priorização e definição de urgências requer

vigilância permanente e a ponderação de decisões.

Depois de, nos últimos anos, ter havido obras consideráveis na Igreja Matriz e na Igreja

Nova de S. José, o desejo de restaurar a Casa Paroquial é conhecido e está, mais do

que nunca, no coração da generalidade dos paroquianos. Mas esta obra essencial não

pode ser feita de qualquer maneira, nem sem o necessário discernimento e ponderação. E é isso que estamos a fazer.

Olhando para o conjunto dos nossos espaços, com a conclusão do processo da permuta com a Autarquia, referente ao estacionamento junto à Igreja Matriz e à antiga escola, que nos permitiu criar o Centro Pastoral Santa Eulália, a chamada “Casa Sacerdotal”, na Rua António Cândido, e salas de catequese, ficaram sem uma utilização regular.

Assim sendo, encetamos todas as diligências, e consultadas as devidas instâncias, tomamos a decisão de alienar aquele edifício, pelo que o colocamos à venda. Não o fazemos de ânimo leve, mas devidamente sustentados e conscientes de que a alienação daquele edifício nos trará mais capacitação para o processo referente à Residência Paroquial.

Este empreendimento que estabelecemos como prioritário, além de restaurar a casa de

habitação que a Paróquia adquiriu em 1995, precisará de incluir a criação de algum

espaço de apoio à ação pastoral, uma vez que a Igreja Nova de S. José é a única que

não dispõe dele. Por isso, além da Residência dos Párocos, que responda ao presente e ao futuro, não descuraremos a criação de um espaço multifuncional para a ação pastoral.

Entretanto, o Conselho Económico que tem a missão de nos ajudar na dimensão da

administração dos bens da Paróquia, continua, como até aqui, empenhado na promoção das iniciativas de angariação de fundos que, atempadamente, apresentará à Comunidade para fazer face a este investimento cada vez mais prioritário.


Os Párocos

Posts recentes

Ver tudo

Inscrições de 31 de Julho a 6 de Agosto

Dia 31 de Julho - Sábado Dia 01 de Agosto - Domingo Dia 02 de Agosto - Segunda Dia 03 de Agosto - Terça Dia 04 de Agosto - Quarta Dia 05 de Agosto - Quinta Dia 06 de Agosto - Sexta